Revolução: Injeções de oxigénio impedem crescimento de tumores

Cientistas da Universidade de Basel na Suíça descobriram que injetar tumores com oxigénio pode prevenir o seu crescimento e propagação.


O gatilho para a expansão da doença reside no impedimento de circulação do oxigénio – uma descoberta que abre caminho para terapias novas e mais eficazes, conforme reporta um artigo publicado no jornal britânico Mirror Online. 

Experiências em ratos com cancro da mama apuraram que estes viviam durante mais tempo após se registar um aumento no fornecimento de oxigénio. 

A descoberta incide uma nova luz no processo de metástase ou na propagação da patologia, em que as células cancerígenas migram por todo o organismo. Processo esse que reduz dramaticamente a probabilidade de recuperação – e há décadas que confunde médicos e cientistas. 

Prevenir essa sequência é o ‘santo Graal’ da investigação -, que por sua vez transformaria o cancro numa doença crónica, ao invés de uma condição mortal. 

Pouco se sabia o motivo pelo qual esses grupos de células cancerígenas (CTCs) migravam. No entanto, a falta de oxigénio foi agora identificada como sendo o gatilho. Oferecendo esperança quanto à formulação de novas estratégias de tratamento, afirma a líder do estudo, a professora Nicola Aceto, ao Mirror Online. 

O novo processo pode incluir aumentar e acelerar a formação de vasos sanguíneos – que poderiam transportar mais oxigénio no seu interior. A técnica, denominada de terapia proangiogénica, terá sido eficaz nos roedores. 

Simplificando, a investigadora compara a terapia ao ato de sentir dificuldade em respirar no interior de uma discoteca apinhada de gente, e sair para a rua em busca de ar fresco. 

Aceto explica: “a ideia é simples, se dermos ao tumor oxigénio suficiente, as células cancerígenas deixam de ter motivo para saírem e se espalharem pelo corpo, formando metástases”. 


Like it? Share with your friends!