Osteoporose afeta um milhão de portugueses. Sintomas e como prevenir

Estima-se que a osteoporose afete 17% das mulheres e 2,6% dos homens, fenómeno explicado pela deterioração hormonal que ocorre na menopausa e que aumenta a perda de massa óssea.


“Não perca mais tempo. Aposte numa melhor saúde dos seus ossos!” é este o mote da nova campanha de consciencialização para a osteoporose promovida pela Sociedade Portuguesa de Patologia da Coluna Vertebral (SPPCV), disponível nas redes sociais e as Unidades de Cuidados à Comunidade – Centros de Saúde, através de um vídeo informativo.

A osteoporose afeta aproximadamente um milhão de portugueses, provocando fraturas graves nos doentes.

“O principal objetivo desta campanha é de alertar a população para a existência da doença, dos seus sinais e sintomas, dos fatores de risco e das formas de prevenção desta patologia, que é uma das principais causas de fratura, sobretudo, em pessoas idosas e do sexo feminino”, explica Miguel Casimiro, neurocirurgião e presidente da SPPCV. 

A osteoporose manifesta-se através de sintomas que incluem a diminuição de massa óssea e enfraquecimento dos ossos. Isto é, trata-se de uma doença degenerativa que retira qualidade e força às estruturas ósseas, facilitando o risco de fratura.

Sendo que as fraturas osteoporóticas podem ter consequências sérias para os pacientes, nomeadamente a incapacitação grave e morte.

As chances de desenvolvimento de osteoporose aumentam com a idade, porém a doença pode ser evitada e não tem de todo de ser uma consequência natural do envelhecimento. 

A campanha da SPPCV é divulgada no âmbito do Dia Mundial da Osteoporose, assinalado a 20 de outubro.


Like it? Share with your friends!