Porque sinto que tenho mais apetite no Outono e no Inverno?

Temos mais apetite no outono e no inverno pois o nosso corpo gasta mais energia para manter a nossa temperatura estável. Saiba mais aqui


apetite

“Tenho uma fome de urso”. Por certo, já ouviu ou utilizou esta expressão popular para caracterizar um apetite insaciável, mas já pensou porque é que ela nasceu?

O urso hiberna durante os meses de outono e inverno, mas para que isso aconteça tem que comer antecipadamente grandes quantidades de comida de modo a assegurar a sua sobrevivência durante o período de hibernação. Como o seu metabolismo fica mais lento nesse período, a comida ingerida será gradualmente transformada em calor e energia mantendo-o quente e alimentado.

Com as devidas distâncias, é um pouco isto que sucede com o ser humano durante o outono e inverno. A fome exacerbada que sentimos nos meses mais frios do ano está ligada ao facto de o nosso corpo gastar mais energia nesta época para manter a temperatura estável. Para compensar essa perda energética, acabamos por consumir mais calorias.

Se isto tem o lado bom de nos prevenir contra os malefícios do frio sobre o nosso corpo, existe aquela inconveniente parte deste apetite no outono e inverno se transformar rapidamente em quilos extra e numa fonte de potenciais problemas de saúde.

Um desses problemas é o aumento do colesterol “mau” (LDL). O aumento do consumo de alimentos gordurosos e açucarados a que se junta a diminuição da prática de exercício físico e a diminuição da exposição solar (fonte de vitamina D) fomentam o aumento dos níveis de colesterol mau durante este período do ano.

Para que a comida extra vá apenas para a manutenção de uma temperatura corporal estável, importa tomar alguns cuidados especiais. Por isso, vamos deixar-lhe algumas dicas sobre como controlar o apetite e ultrapassar a época mais fria e gulosa do ano sem quilos extra e com a saúde no ponto.

Dicas:

  • Coma de três em três horas. Fazer várias refeições leves ao longo do dia dá-nos toda a energia de que necessitamos e faz desaparecer a sensação de fome constante.
  • Aumente a ingestão de alimentos “quentes” e de conforto (mas saudáveis) na sua dieta. Privilegie as sopas (fonte riquíssima de vitaminas e minerais) e faça mais estufados e caldos. Deve usar e abusar dos legumes.
  • O frio diminui a sensação de sede, por isso, é importante manter-se hidratado com a ingestão de água ou líquidos quentes não açucarados. Chás, infusões, café ou cevada, são algumas das bebidas que o ajudam a manter-se hidratado, quente e ajudam a controlar o apetite.
  • Os chamados frutos da época estão alinhados com as necessidades que o nosso corpo necessita em cada estação do ano. Tangerina, dióspiro, castanha, beldroegas, romã, laranja, abóbora, batata-doce, beterraba, couves, e nozes são alguns dos alimentos que deve privilegiar. Estas frutas possuem vitamina A, C e ácido fólico que reforçam o sistema imunológico e limitam estados inflamatórios.
  • Inclua pelo menos três refeições de peixe na sua dieta semanal. Peixes ricos em ómega-3 como a sardinha, o atum ou o salmão são um importante anti-inflamatório.
  • pesar do frio, tente manter algum tipo de actividade física. Por exemplo, uma caminhada de elevada intensidade durante 30 minutos todos os dias pode elevar o HDL-colesterol (“colesterol bom”), reduzir o colesterol total e os triglicerídeos e ainda lhe permite perder até 150 kcal.


Like it? Share with your friends!