Circunferência da cintura aumenta risco de morte por cancro da próstata

Investigadores da Universidade de Oxford, no Reino Unido, realizaram um estudo com mais de 200 mil homens, e concluíram que quanto maior a largura do abdómen, maior é o risco de morte por cancro da próstata. Entenda.


Detetamos uma associação significativa entre a concentração de gordura ao redor da barriga e da cintura e o risco de morte por cancro da próstata, mas nenhuma associação clara entre a gordura corporal total e o risco de morte por cancro da próstata. Todavia, um número maior de casos neste estudo, juntamente com pesquisas em outras populações são necessárias para confirmar esses resultados”, afirmou a líder do estudo, a epidemiologista Aurora Perez-Cornago, segundo informações divulgadas pela revista VEJA. 

Os investigadores examinaram 218.225 homens, cujos dados estavam disponíveis no UK Biobank e não se encontravam doentes no começo da pesquisa. Estes indivíduos foram monitorizados durante 10,8 anos e foram inicialmente recolhidas e registadas informações acerca dos valores do índice de massa corporal (IMC), percentagem de gordura corporal total, circunferência da cintura e proporção cintura-anca.

Conforme explica a VEJA, durante o estudo 571 homens morreram vítimas de cancro da próstata. E os investigadores determinaram que a medida da circunferência da cintura teria influenciado esse desfecho trágico. 

De acordo com os académicos, os dados apurados revelaram que um homem com 103 centímetros de circunferência na cintura ou mais apresenta um risco 35% superior de vir a falecer de cancro da próstata, comparativamente a um indivíduo com uma cintura de tamanho menor a 90 cm.

De salientar que a gordura localizada na zona do abdómen é a variante mais perigosa por envolver os órgãos vitais, nomeadamente o fígado, estômago ou pâncreas, e assim poder suscitar o desenvolvimento de células cancerígenas.


Like it? Share with your friends!