Animal em casa faz bem à saúde!


Animal em casa
Animal em casa

É o que dizem os especialistas veterinários e é o que diz o nosso coração: um animal em casa faz bem à saúde.

É fácil pensar na alegria do nosso cão quando abrimos a porta de casa, assim como é fácil pensar que ao levarmo-lo à rua para “esticar as patas” e fazer as suas necessidades o estamos a ajudar a perder peso e sentir-se mais feliz.

Isso é verdade, mas o que podemos não saber é que a alegria do nosso cão quando nos vê a entrar pela porta também nos abre um sorriso e que a caminhada noturna também nos faz cuidar do nosso bem-estar físico.

Diz a expressão popular que colhe-se o que se semeia e a relação com os nossos animais de estimação são uma prova fiel disso, inclusive na nossa saúde.

Benefícios de ter um animal de estimação em casa

• Previnem alergias

Apesar de poder ir contra quase o tudo o que já leu até agora, um estudo um publicado no Journal of Allergy and Clinical Immunology afirma que conviver com animais “peludos” – principalmente cães – ajuda a reduzir o risco de as crianças virem a desenvolver alergias e asma.

Tudo isto está relacionado com o sistema imunitário. A proximidade com este tipo de animais contribui para ativar e fortalecer o sistema imunitário graças à exposição regular a alergénios e sujidades provenientes dos animais.

• Melhor saúde cardiovascular

Vários estudos têm vindo a reforçar a posição científica de que ter um animal em casa reduz o risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

Numa das últimas investigações, levada a cabo pelo instituto Baker Medical Research, (Melbourne, Austrália), que envolveu 5741 participantes e três anos de estudo, concluiu que os donos de animais de estimação tinham valores de pressão arterial, de triglicéridos e de colesterol mais baixos quando comparados com quem não tinha qualquer animal de companhia.

• Têm um efeito analgésico

Não é o mesmo de um medicamento especialmente preparado para o efeito, mas doentes com dor crónica (enxaquecas ou artrites, por exemplo) referem muito amiúde que ter um animal em casa os ajuda a viver melhor com a dor.

• Combatem o stresse e a ansiedade

Quando abrimos a porta de casa e vemos o nosso animal de estimação, o primeiro ato reflexo é sorrir de alegria.

Transportando este pequeno ato para a ciência, nesse momento o nosso cérebro produz mais intensamente dopamina e serotonina, neurotransmissores que provocam a sensação de prazer e que são detentores de propriedades calmantes.

Para além desta função anti-stresse, estudos que envolveram pessoas com doença de Alzheimer sublinham que pacientes com animais de estimação eram menos propensos a crises de ansiedade.

• Previnem a depressão

Para além de contribuírem ativamente para a criação de laços sociais, basta dar uma volta pela rua com o seu animal de estimação para o experienciar, uma série de investigações demonstraram que os idosos que têm um animal de estimação são menos propensos ao isolamento social e à depressão quando comparados com seniores que vivem sozinhos.

• Manutenção de um peso adequado

Pode nem dar conta disso, mas levar o seu cão à rua, diariamente, ajuda a eliminar calorias e a manter a boa forma física. Dois estudos de entidades americanas apontam no mesmo sentido: quem tem um animal de estimação e o passeia ou brinca com ele regularmente tem menor propensão para a obesidade ou oscilações abruptas de peso.

Um desses estudos apurou ainda que crianças que tinham cães em casa dedicavam mais tempo a fazer atividade física moderada a vigorosa do que crianças que não tinham cães.


Like it? Share with your friends!