A importância da saúde oral

O sorriso é a porta da alma, mas para que essa porta seja luminosa há que cuidar da saúde oral, conheça aqui a importância da mesma.


saúde oral

O sorriso é a porta da alma, mas para que essa porta seja luminosa e resplandecente há que cuidar da saúde oral. Para além da importância dos cuidados diários, nomeadamente a higiene oral e a alimentação cuidada, o agendamento de visitas periódicas ao médico dentista são algumas das principais estratégias para mantermos uma boca sã e dentes mais limpos.

As vantagens que do bom cumprimento destas estratégias são inúmeras. Desde logo, estamos a prevenir algumas doenças como inflamação dos tecidos à volta do dente que decorrem da ação das bactérias presentes nos alimentos e bebidas que consumimos.

Existem ainda outras maleitas que estão associadas a uma descuidada higiene oral. A endocardite, um problema cardíaco que resulta de infeções provocadas pelas bactérias que entram pela boca e se espalham pela corrente sanguínea, é uma dessas doenças.

Apesar do impacto concreto de uma má higiene oral na saúde, metade dos portugueses (dados da Ordem dos Médicos Dentistas) não vai ao dentista há mais de um ano. Este comportamento negligente faz disparar a probabilidade do aparecimento de problemas como cáries, gengivite, periodontite, halitose, abcessos, sensibilidade dentária ou tártaro.

Ter os dentes cuidados permite ainda mastigar bem os alimentos, pronunciar bem todos os sons e, como referimos, manter um bom sorriso.

Como cuidar da sua saúde oral

A disciplina e rigor no cumprimento cuidado das estratégias de higiene oral são responsabilidades fulcrais para uma boa saúde da sua boca. Eis alguns exemplos de como deve proceder:

  • Escove os dentes pelo menos duas vezes por dia, de preferência com uma pasta dentífrica cujo principal ingrediente seja o flúor durante 30 a 60 minutos após cada refeição.
  • Aconselha-se bochechar a boca com um elixir próprio uma vez por dia.
  • Use o fio dental diariamente. Pode fazê-lo antes ou depois da escovagem.
  • Substitua a escova de dentes a cada três ou quatro meses, ou mais cedo se as cerdas estiverem desgastadas.
  • Vá ao dentista com regularidade, de preferência duas vezes por ano. Caso note algum problema de saúde oral, contacte imediatamente o seu médico.
  • Evite fumar.

Dicas para uma alimentação cuidada

Como referimos anteriormente, para além das idas ao dentista e da higiene diária, a saúde oral depende, em grande medida, dos cuidados com a alimentação.

Deve comer:

Alimentos ricos em fósforo e cálcio como queijos, carnes brancas, nozes, leite e vegetais (brócolos, espinafres). Estes produtos alimentares são indicados para a proteção e fortalecimento do esmalte dentário.

Fruta como maçã ou pera, assim como os legumes, são também alimentos essenciais para uma boa dieta. Isso está relacionado com o alto teor de água que possuem, já que estimulam o fluxo da saliva que ajuda a diluir os efeitos noviços dos açúcares.

Alimentos a evitar:

Doces, as batatas fritas, os citrinos, o pão branco, refrigerantes e bebidas desportivas e fruta enlatada, pela sua elevada composição de açúcar ou ácido, devem ser eliminados ou reduzidos na sua dieta. Os ácidos que resultam do processo de transformação dos açúcares e hidratos de carbono podem afetar a saúde do esmalte dos dentes, acelerando a sua decomposição.

Além destes alimentos, modere o consumo de café e álcool, pois contêm substâncias que diminuem a produção de saliva, tornando a boca mais seca, o que aumenta o desenvolvimento bacteriano.


Like it? Share with your friends!