Curcuma. Todos os benefícios de um ingrediente miraculoso que não tem efeitos secundários

A cor e o sabor transportam-nos para terras longínquas mas as suas propriedades nutricionais é que conquistam os que já descobriram esta especiaria. O açafrão-da-índia, como também lhe chamam, tem muitas vantagens. Descubra já quais são.


Também conhecida por açafrão-da-índia, açafrão-da-terra e ainda por turmérico, esta raiz é da mesma família que o gengibre. Com primos assim, já dá para perceber que o valor nutricional deverá estar, pelo menos, ao mesmo nível. Segundo alguns especialistas, ultrapassa-o. O médico imunologista Yehuda Shoenfeld não se cansa de apregoar que é “um ingrediente miraculoso”. Há mais de 4.000 anos que se usa a curcuma para fins medicinais.

Este especialista em doenças autoimunes garante mesmo, à semelhança de outros médicos em todo o mundo, que “tem uma ação antioxidante e anti-inflamatória, protegendo o sistema imunitário de corpos invasores”. Além destas características, a curcuma tem propriedades anticancerígenas e ainda ajuda a melhorar o desempenho cognitivo.

No livro “101 alimentos que podem salvar a sua vida”, David Grotto escreve que, “tradicionalmente, foi usada para aliviar dores menstruais, estados respiratórios, parasitas intestinais, obstruções no fígado, úlceras e inflamações”. Tudo isto, graças à sua composição, rica em nutrientes como o ferro, o manganésio, o potássio e as vitaminas B6 e C.

A curcuma é usada para dar sabor a vários pratos, incluindo guisados, sopas, arroz e refeições à base de peixe. O seu pó também é utilizado para fazer mostarda e para dar cor ao queijo e à manteiga. Pode prepará-lo em casa, bastando, para isso, cozer esta raiz a vapor, deixar arrefecer e, depois, moer. Tenha, no entanto, cuidado a manusear este alimento, pois mancha as mãos, a roupa e até a bancada da cozinha. Não compre grandes quantidades, uma vez que, no frigorífico, só se conserva em bom estado até três semanas. Na cozinha, pode usá-la para fazer a base de uma paelha.

Numa frigideira, faça um refogado com duas colheres de sopa de azeite, quatro dentes de alho picados e uma cebola pequena picada. Depois, acrescente uma chávena de arroz basmati e uma colher de chá e meia de curcuma e misture. Junte uma chávena e meia de caldo de galinha e uma folha de louro. Após levantar fervura, deixe ficar mais 15 a 20 minutos.

Retire do lume e sirva passados cinco minutos. Pode também usar este pó para preparar uma infusão detox. Num jarro, misture uma colher de sopa de curcuma com quatro fatias finas de raiz de gengibre fresca, meio limão fatiado e água a gosto, consoante a queira mais ou menos intensa. De seguida, cubra o líquido e leve-o ao frigorífico por 12 a 24 horas.


Like it? Share with your friends!